Delta ativa 'primeiro terminal biométrico' no aeroporto de Atlanta

Foto: John Paul Van Wert via Delta Air Lines
Compartilhe esta história!
A vigilância biométrica do 'meio-fio ao portão' é 'aprovada' pela maioria dos viajantes, como se eles tivessem alguma escolha real no assunto. Espera-se que todas as companhias aéreas sigam o exemplo da Delta, tornando esse tipo de vigilância um elemento permanente nas viagens americanas. ⁃ Editor TN

A Delta diz que o Terminal F do aeroporto de Atlanta se tornou o "primeiro terminal biométrico" nos Estados Unidos, onde os passageiros podem usar a tecnologia de reconhecimento facial "do meio-fio ao portão".

E a Delta já anunciou planos para oferecer a tecnologia em outro de seus centros: Detroit.

Em Atlanta, a Delta vem implementando recursos biométricos gradualmente desde outubro. Agora, a partir de 10 de dezembro de 1, todos os passageiros da Delta que viajam em vôos para destinos internacionais poderão aproveitar as opções biométricas para todas as partes de sua jornada ao partir do Terminal F. do aeroporto.

“Estamos removendo a necessidade de um cliente despachar uma mala para apresentar seu passaporte até quatro vezes por partida - o que significa que estamos dando aos clientes a opção de passar pelo aeroporto com menos uma coisa com que se preocupar, enquanto capacitam nossos funcionários com mais tempo para interações significativas com os clientes ”, disse Gil West, COO da Delta, em um afirmaçãodivulgando o esforço da companhia aérea para equipar o Terminal F com a tecnologia biométrica.

A opção também estará disponível para passageiros internacionais que voam sem escalas de Atlanta nas companhias aéreas parceiras Delta da Aeromexico, Air France-KLM ou Virgin Atlantic.

Como vai funcionar?

A Delta diz que os clientes inserem as informações do passaporte durante o check-in online. Ou, no aeroporto, os clientes podem digitalizar seu passaporte para fazer o check-in. Em seguida, os passageiros podem clicar em “olhar” ao fazer o check-in em um dos quiosques automatizados da Delta. As imagens de rosto dos viajantes serão comparadas às fotos do passaporte ou visto arquivadas na Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA. A Delta diz que os clientes têm a mesma opção quando "se aproximam da câmera no balcão do saguão, no posto de controle da TSA ou ao embarcar no portão".

Como a Delta lançou a opção em Atlanta antes do lançamento formal, a transportadora disse que recebeu um feedback positivo e que está ajudando a acelerar o embarque de seus voos internacionais.

"Quase todos os clientes 25,000 que viajam pelo ATL Terminal F a cada semana estão escolhendo esse processo opcional, com menos de 2% optando por sair", afirmou a Delta em comunicado. "E, com base nos dados iniciais, a opção de reconhecimento facial economiza em média dois segundos para cada cliente no embarque ou nove minutos ao embarcar em uma aeronave de grande corpo".

Leia a história completa aqui…

Subscrever
Receber por
convidado

0 Comentários
Comentários em linha
Ver todos os comentários