Biden unirá poderes de grande tecnologia e governo

Imagem: Center Street
Compartilhe esta história!
A administração Biden continuará a abraçar a Big Tech para dar início ao plano da elite global para uma Grande Restauração do sistema econômico mundial. Levin e Bokhari aparentemente não entendem a tecnocracia, então as questões são pintadas como extrema esquerda versus conservador. ⁃ Editor TN

O correspondente sênior de tecnologia da Breitbart News, Allum Bokhari, apareceu no Show de Mark Levin na rede de podcast Westwood One para discutir seu livro, EXCLUÍDO: Batalha da Big Tech para apagar o movimento Trump e roubar a eleição.

Bokhari e Levin discutiram como o livro antecipou a interferência da Big Tech na eleição e censura do presidente, e o que a combinação do poder do Vale do Silício com o partido democrata significa para o futuro do país.

O episódio completo pode ser ouvido em Radio.com e  Audível.

EXCLUÍDO: Batalha da Big Tech para apagar o movimento Trump e roubar a eleição pode ser comprado em deletebook.com

A transcrição segue:

BOKHARI: Este livro, publiquei em setembro de 2020, mais ou menos um mês antes da eleição e, infelizmente, toda essa coisa de censura tecnológica tem sido como assistir a uma avalanche em câmera lenta. Você pode ver o que vai acontecer, mas não pode impedir.

LEVIN: E ainda assim você meio que sabia que isso ia acontecer, como sabia?

BOKHARI: Venho cobrindo esse assunto há cerca de cinco anos, desde 2015, como repórter de tecnologia do Breitbart News. Acho que o que vimos naquela época antes da censura tecnológica era realmente um grande problema, era que a internet era a maior plataforma para a liberdade de expressão que já existiu, mas também tivemos uma nova geração de ativistas de extrema esquerda emergentes que eram mais hostis à liberdade discurso do que nunca, então era inevitável que essas duas tendências entrassem em conflito. E isso foi realmente superalimentado depois que Trump ganhou a eleição em 2016. E o livro não é apenas minha opinião, ele também inclui entrevistas com denunciantes dentro de empresas do Vale do Silício, dentro do Google, dentro do Twitter e Facebook, todos os quais disseram isso, como assim que Trump ganhou, houve pânico completo dentro do Vale do Silício ... ”

LEVIN: A propósito, pânico no Vale do Silício com a grande tecnologia, pânico na grande mídia, em Manhattan e Washington, todos os tipos de pânico. Portanto, os democratas nessas operações, seja Chuck Todd ou George Stephanopoulos, Jake Tapper, todo o resto - eles entraram em modo de ataque total desde o momento em que esse homem foi eleito.

BOKHARI: Isso está absolutamente correto, e um dos pontos que tento transmitir no livro é como todas essas forças trabalham juntas. Não apenas a grande tecnologia, mas a mídia e os políticos do lado democrata pressionando a grande tecnologia para censurar o presidente Trump, bem como ONGs extremamente bem financiadas, o estado profundo, todas essas forças reconheceram o perigo de permitir uma internet livre e aberta , de permitir que a mídia conservadora alternativa compita em igualdade de condições com a mídia convencional.

LEVIN: Não é realmente violência, é. Eles estão pintando com um pincel terrivelmente largo, pessoas que nunca foram violentas em suas vidas. Políticos dos quais eles discordam, eles alegam que estão incitando a violência e assim por diante. Eles não têm nenhuma prova, nenhuma evidência, em muitos casos nenhuma conexão. Isso é apenas uma repressão à competição e uma repressão ao discurso de uma esquerda tirânica, não é?

Leia a história completa aqui…

Sobre o autor

Patrick Wood
Patrick Wood é um especialista líder e crítico em Desenvolvimento Sustentável, Economia Verde, Agenda 21, Agenda 2030 e Tecnocracia histórica. Ele é o autor de Technocracy Rising: The Trojan Horse of Global Transformation (2015) e co-autor de Trilaterals Over Washington, Volumes I e II (1978-1980) com o falecido Antony C. Sutton.
Subscrever
Receber por
convidado
2 Comentários
mais velho
Os mais novos Mais votados
Comentários em linha
Ver todos os comentários