A agenda de Obama: "muito mais a fazer" sobre as mudanças climáticas

Compartilhe esta história!
image_pdfimage_print

Com apenas seis meses no cargo e ainda procurando um legado, Obama é tão perigoso quanto um urso encurralado. Ele afirma, "Juntos, devemos continuar trabalhando internamente e aproveitar o progresso que fizemos junto com outros países - como o Acordo de Paris, o mais ambicioso acordo sobre mudanças climáticas da história" TN Editor

O presidente Obama elogiou seu governo no sábado pelo progresso que fez no combate às mudanças climáticas nos últimos sete anos e meio, mas pressionou os americanos a intensificar sua determinação de salvar o meio ambiente em seus últimos seis meses no cargo.

“Ainda há muito a fazer. Mas não há dúvida de que os EUA se tornaram líderes globais na luta contra as mudanças climáticas ”, disse Obama no discurso semanal da Casa Branca. "E se continuarmos pressionando e liderando o mundo na direção certa, não há dúvida de que juntos podemos deixar um futuro melhor, mais limpo e mais seguro para nossos filhos."

O presidente progressista citou várias vitórias domésticas que diminuíram as contas de energia dos americanos, inclusive multiplicando a disponibilidade de energia eólica em três vezes e energia solar em trinta vezes, diminuindo o preço das fontes de energia limpa e elevando os níveis de poluição de carbono do setor de energia para seus países. nível mais baixo nos anos 25.

Embora a indústria automobilística tenha registrado vendas recordes nos últimos anos, esse aumento não está prejudicando o meio ambiente, apesar de mais veículos na estrada. O governo Obama implementou novos padrões para garantir que a distância entre carros e caminhões leves aumente um galão de gasolina a cada ano através do 2025.

Mas as mudanças que os americanos viram se desenrolar ao redor são apenas o começo, explicou Obama.

A Casa Branca planeja lançar uma segunda rodada de padrões de eficiência de combustível, mas serão para veículos pesados. Além disso, os EUA avançarão em seu objetivo de atingir a energia limpa 50 por cento na América do Norte pela 2025 por meio de parcerias com o Canadá e o México.

"Juntos, devemos continuar trabalhando internamente e aproveitar o progresso que fizemos junto com outros países - como o Acordo de Paris, o mais ambicioso acordo sobre mudanças climáticas da história", afirmou Obama.

Leia a história completa aqui…

Junte-se à nossa lista de endereços!


avatar
1 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
Comentário Mostv¯ve
Tópico de comentário mais quente
1 Autores de comentários
Meta4 Autores recentes de comentários
Subscrever
o mais novo mais velho mais votado
Notificar a
Meta4
Convidado
Meta4

Mudança climática é o código do comunitarismo para a Agenda 2030.
Melhor pendurar no seu chapéu.