Flashback 2003: Pesquisador Pioneiro Advertiu Contra “Geoslavery”

Compartilhe esta história!
O professor James Dobson foi o pioneiro da tecnologia GIS e ficou tão alarmado com o potencial uso indevido da tecnologia que alertou contra a geoescravidão. Ele entendeu a relação entre rastreamento onipresente e objetos e a capacidade resultante de controlá-los. Seu aviso é mais importante hoje do que antes. ⁃ Editor TN

Jerome Dobson quer ter certeza de que seu campo de pesquisa não ajudará na maior ameaça à liberdade pessoal.

Como um pioneiro dos sistemas de informação geográfica (GIS), Dobson, pesquisador do Programa de Sensoriamento Remoto Aplicado do Kansas na Universidade do Kansas, ajudou a desenvolver a tecnologia que agora é comum no governo, negócios e praticamente todos os aspectos da vida moderna.

Desde 1975, Dobson tem usado GIS para uma série de aplicações - desde a realização de análises ambientais até a identificação de populações em risco de terrorismo e desastres naturais - combinando conjuntos de dados como contagens detalhadas da população de todos os países do mundo, terreno e luzes noturnas interpretadas de imagens de satélite, redes viárias e elevações. Dobson, que é professor de geografia na KU, também é presidente da American Geographical Society.

Infelizmente, a mesma tecnologia que tem tantos usos benéficos também tem o potencial de criar uma forma altamente sofisticada de escravidão, ou “geoescravidão”, como Dobson a chama. O que preocupa Dobson é que a tecnologia GIS poderia facilmente ser usada não apenas para espionar as pessoas, mas também para controlá-las.

“Preocupa-me que algo que achei maravilhoso tenha uma desvantagem que pode levar à geoescravidão - a maior ameaça à liberdade que já experimentamos na história da humanidade”, disse ele.

Ao combinar a tecnologia GIS com um sistema de posicionamento global (GPS) e um transmissor e receptor de rádio, alguém pode monitorar facilmente seus movimentos com ou sem o seu conhecimento. Adicione a isso um transponder - implantado em uma pessoa ou na forma de uma pulseira - que envia um choque elétrico sempre que você sai da linha, e essa pessoa pode controlar seus movimentos à distância.

Parece algo saído de um filme de ficção científica ruim? Na verdade, diversos produtos atualmente no mercado tornam esse cenário possível.

“Em muitos aspectos, é isso que estamos fazendo com os prisioneiros agora, mas eles passaram por um processo legal”, disse ele.

Na verdade, muitos dos produtos existentes são comercializados para os pais como uma forma de proteger seus filhos de sequestradores. Dobson, no entanto, disse que os pais devem pensar duas vezes antes de usar esses produtos.

“Muitas pessoas pensam que esta é uma forma de proteger seus filhos”, disse ele. “Mas a maioria dos sequestradores não terá nenhum escrúpulo em cortar a criança para remover um implante ou pulseira.”

Além disso, esses produtos dependem de redes sem fio, que são notoriamente fáceis de serem invadidas por hackers, potencialmente transformando os próprios produtos destinados a proteger crianças em alimento para predadores infantis experientes em tecnologia.

Dobson descreveu os perigos da escravidão geológica em um artigo publicado na edição mais recente do Instituto de Tecnologia e Sociedade para Engenheiros Elétricos e Eletrônicos. Peter F. Fisher, editor do International Journal of Geographic Information Science, co-escreveu o artigo com Dobson. Mais de 375,000 cientistas lêem a revista IEEE.

Um dos maiores perigos da escravidão geográfica é que ela não se aplica apenas aos governos. Por exemplo, os indivíduos podem usar a tecnologia para perpetuar várias formas de escravidão, desde crianças trabalhadoras a escravas sexuais até um simples caso de alguém controlando o paradeiro de seu cônjuge, disse Dobson.

“Muitas pessoas hoje se preocupam com a privacidade, mas não juntaram todas as peças e perceberam que isso significa que alguém pode realmente controlá-las - não apenas saber sobre elas, mas controlá-las”, disse Dobson.

À medida que o preço desses produtos fica cada vez mais barato, aumenta a probabilidade de que a tecnologia seja abusada, disse ele. Para evitar isso, o artigo de Dobson descreve uma série de ações que devem ser tomadas, incluindo a revisão das leis nacionais e internacionais sobre encarceramento, escravidão, stalking e branding, e desenvolvimento de sistemas de criptografia que evitam que criminosos ou países com registros de direitos humanos ruins acessem os sinais de GPS.

Ainda assim, o primeiro passo é conscientizar as pessoas sobre a ameaça real que a geoescravidão representa. O potencial de dano é ainda maior em nações menos desenvolvidas, sem fortes tradições de liberdade pessoal, disse ele.

“Precisamos de um diálogo nacional sobre isso se vamos entrar em algo tão diferente de nossos valores tradicionais de privacidade e liberdade”, disse Dobson. “Precisamos pensar sobre isso com muito cuidado e decidir se essa é uma direção que nós, como sociedade, queremos seguir”.

Dobson disse que não se considera um cruzado. Em vez disso, ele é um cientista que está trabalhando diligentemente para garantir que as pessoas realmente entendam os lados bons e ruins da tecnologia que ele ajudou a criar.

“Certamente há muitos, muitos bons usos para a tecnologia - esse não é o problema - o problema é que ela pode ser facilmente mal utilizada”, disse ele. “Meu papel como professor universitário é alertar as pessoas e garantir que haja um debate informado.”

Leia a história completa aqui…

Sobre o autor

Patrick Wood
Patrick Wood é um especialista líder e crítico em Desenvolvimento Sustentável, Economia Verde, Agenda 21, Agenda 2030 e Tecnocracia histórica. Ele é o autor de Technocracy Rising: The Trojan Horse of Global Transformation (2015) e co-autor de Trilaterals Over Washington, Volumes I e II (1978-1980) com o falecido Antony C. Sutton.
Subscrever
Receber por
convidado
2 Comentários
mais velho
Os mais novos Mais votados
Comentários em linha
Ver todos os comentários
trackback

[…] Flashback 2003: Pesquisador Pioneiro Advertiu Contra “Geoslavery” […]

[…] The Verge (2) Technocracy News (3) Afbeelding: Canon Information […]