DNA pode ser projetado para matar indivíduos, famílias ou etnias inteiras

Compartilhe esta história!

O DNA foi coletado discreta e agressivamente pelas grandes superpotências, mas muito disso já está em mãos privadas para vender ao maior lance. A engenharia genética está firmemente enraizada nas forças armadas e pode ser usada como a última arma furtiva para conquistar continentes inteiros. Eliminar classes de alimentos? Matar todos os caucasianos, negros ou orientais? Homens baixos de olhos verdes, canhotos e descendentes de europeus? Sem problemas.

Este conteúdo premium é apenas para membros premium – Confira!
Subscrever
Já é um membro? Acesse aqui

Sobre o Editor

Patrick Wood
Patrick Wood é um especialista líder e crítico em Desenvolvimento Sustentável, Economia Verde, Agenda 21, Agenda 2030 e Tecnocracia histórica. Ele é o autor de Technocracy Rising: The Trojan Horse of Global Transformation (2015) e co-autor de Trilaterals Over Washington, Volumes I e II (1978-1980) com o falecido Antony C. Sutton.
5 Comentários
mais velho
Recentes Mais votados
Comentários em linha
Ver todos os comentários