Bancos centrais estão considerando a moeda digital para acelerar pagamentos

Banco da Inglaterra
Compartilhe esta história!
image_pdfimage_print
Há duas idéias principais aqui: 1) as blockchains serão centralizadas, não distribuídas e anônimas e 2) todos os bancos centrais. Se os bancos centrais seguirem esse caminho, significa o fim das cripto-moedas públicas e o estabelecimento da tecnocracia global. ⁃ Editor TN

O Banco de Israel está examinando a emissão de moeda digital como um meio de criar um sistema de pagamentos mais rápido, além de reduzir a quantidade de dinheiro na economia, disse uma fonte do banco central no domingo, embora ele enfatize que ainda não foi tomada uma decisão.

A fonte, que falou sob condição de anonimato, também disse que o governo está pronto para legislar ou incluir a questão em seu orçamento e orçamento econômico 2019, se o banco central der luz verde.

O surgimento do bitcoin e de outras chamadas criptomoedas levou alguns economistas a prever que a tecnologia poderia ser usada um dia em economias inteiras, com moedas digitais criadas pelos bancos centrais.

Mas a fonte israelense disse que qualquer moeda digital introduzida pelo banco central do país seria centralizada, seguro e cumpra as regras de lavagem de dinheiro - em contraste com o bitcoin e seus pares, que são descentralizados e cujo valor muitas vezes oscila descontroladamente.

"Os bancos centrais de todo o mundo estão examinando (o uso de moedas digitais), então deveríamos também", disse a fonte israelense à Reuters.

O Banco de Israel se recusou a comentar o assunto.

As criptomoedas permitem que as partes realizem pagamentos diretamente, sem um intermediário central, por meio da tecnologia blockchain que usa um razão compartilhada que verifica, registra e liquida transações em questão de minutos.

O governo israelense tem procurado limitar a quantidade de dinheiro na economia há alguns anos desde que a economia negra é estimada em cerca de 22 por cento da produção nacional.

No mês passado, o Banco de Israel publicou uma consulta pública solicitando propostas para a criação de pelo menos uma infraestrutura que apoiaria pagamentos imediatos em Israel, semelhante ao usado na Grã-Bretanha e na Suécia.

Leia a história completa aqui…

Junte-se à nossa lista de endereços!


avatar
1 Comentar tópicos
0 Respostas do Tópico
0 Seguidores
Comentário Mostv¯ve
Tópico de comentário mais quente
1 Autores de comentários
Ken Shields Autores recentes de comentários
Subscrever
o mais novo mais velho mais votado
Notificar a
Ken Shields
Convidado

Os diagramas de Venn no artigo original estão incorretos, pois "emitido pelo banco central" deve ler "dívida criada" e o termo "reservas" é uma mentira e deve ser removido. TODAS as moedas emitidas pelo banco central criam um dólar (ou o nome dele) de ativos contra um dólar de dívida, MAIS o valor presente líquido dos juros devidos ao longo da vida do novo dólar. Portanto, o passivo total do novo dólar excede o valor total do ativo no momento da emissão. Não há melhor definição de "falido". As moedas criptografadas não possuem dívidas e isso por si só as torna melhores do que... Leia mais "